Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Poesia ou melodia?

 

Não importa saber quem me critica,
O modo que tenho de escrever,
Não é bem a razão de não saber,
É escolha que fez quem o pratica.
 
Não importa se é em redondilha,
Se for maior ou então se é menor,
Se métrica, ou seja, lá o que for,
 Um soneto ou só uma sextilha.
 
Quanto verso ritmado que já li,
E nada mais que ritmo encontrei,
Por essa razão é que eu não mudo,
 
Já tanta poesia em prosa vi,
E melódica no ouvido a achei,
Poesia para mim é o conteúdo,
 
 
                                                   Casimiro costa
publicado por casimirocosta às 19:46

link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Peço perdão

 

 
Não serei digno, mesmo assim quero pedir,
Á minha mãe, seu perdão peço a chorar,
Que está magoada, por tão pouco a visitar,
E, deste meu falho, eu me quero redimir.
 
Esqueço por vezes, de que mãe, só tenho uma,
Que está sozinha e que lhe falta companhia,
Não me lembrando, que a vou perder um dia,
Só dou desculpas, feitas de coisa nenhuma.
 
Eu sei mãe, que o trabalho e dinheiro, não são tudo,
Dê-me seu perdão e o comportamento, eu mudo,
Quero para aliviar, do meu peito, soltar um ai,
 
Tenho o remorso, na alma, como castigo,
Mesmo jurando, que sempre fui seu amigo,
Esqueço o que sofri, quando vi partir meu pai.
 
 
 
 
                                                                        Casimiro Costa
publicado por casimirocosta às 19:39

link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Sentidos da vida

 
 
Não sei, porque não sei viver sem ti,
E qual a razão, ficarei sem o saber,
Porque também, eu não quero aprender,
Vou caminhando, pelo caminho que escolhi.
 
Com qualidades, que fiz de conta que não vi,
Venceste-me, com essa tua cegueira,
Não critico, o seres cega dessa maneira,
Porque eu também, hoje sou cego por ti.
 
O teu cheiro perfumado ao deitar,
O teu toque de manhã ao acordar,
É o paladar da vida que descobri,
 
Este sentir de sentimentos, tão agudo,
Faz por vezes, com que eu, já fique mudo,
Por ficar surdo, com aquilo que não ouvi.
 
 
 
 
                                                                     Casimiro Costa
publicado por casimirocosta às 11:11

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Meu povo irmão

. Momentos

. Um abraço á Madeira

. Dia dos namorados

. 30 anos bodas de pérola

. Pelo Haiti

. Grito

. O mais forte amor do mund...

. A todos bom Natal

. Em jeito de fado

. Prémio para os meus AMIGO...

. Poesia ou melodia?

. Peço perdão

. Sentidos da vida

. Obrigado amiga

. O papel é meu amigo

. MAL AMADO

. Criança é amor

. Obrigado Madeira

. ...

. Férias do 13 ao 30

. Um convite aos meus amigo...

. Minha filha

. Dolorosa lição

. USA O CORAÇÃO

. Sensibilidade após Abril

. Corre sempre atrás dos so...

. Homenagem a meus pais

. Meus amigos

. PORQUE GOSTO DE VÓS

. Criancinha de ninguém

. Queria sorrir

. Medo

. Retalhos da minha vida

. O POETA

. ...

. ...

. Só não vos quero perder

. Hora de nostalgia

. Porque choro?

. Saudade

. Minha netinha

. APRESENTAÇÃO

. Mulher

. O invejoso

. O meu pai foi calceteiro

. A vida e a saudade

. Perdi meu PAI

. Pureza inocente

. Desilusão

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Outubro 2008

. Junho 2007

. Julho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Perdi meu PAI

. A vida e a saudade

. Marcas da vida

. É tão bom ser teu avô

. Adeus campeão

. Se eu pudesse

. Nó na garganta

. Um bom filho

. Mamã coragem

.Amigos online

.Contador Visitas

Moveis
Contador de visitas grátis
DESDE 07-05-2009


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

.subscrever feeds