Terça-feira, 4 de Abril de 2006

Somos iguais

Tanta mulher mal tratada

Tanta vida destroçada

Eu não consigo aceitar

Que um homem dê mau viver

E queira fazer sofrer

A quem se dispus a amar

 

 

 

Se o homem soube-se um dia

Quanto custa essa agonia

E o mal que isso traz

Pedia á mulher com jeito

Perdão por mal lhe ter feito

Homem que é homem não faz

 

 

 

Já lá vai á muito tempo

A era do sofrimento

Que eram escravas do amor

Eu não sei o que se passa

Somos feitos da mesma massa

Temos igual valor

 

 

 

Tanta mulher mal tratada

Com filhinhos sem mais nada

Que lhes dê pão e amor

E há homem hoje em dia

Que ainda tem a mania

Que ele é superior

 

 

 

Mulher que sofres na vida

Violência repetida

Denuncia-o vai por mim

Ele não presta não é gente

Ainda bem que felizmente

Nem todo homem é assim

 

publicado por casimirocosta às 22:51

link do post | comentar | favorito

Marcas da vida

Estava eu angustiado

Ou até desesperado

Revivendo minha sina

Quando de mim se abeirou

E com ternura me olhou

Encantadora menina

 

Porque está triste senhor

Meus olhos só vêem dor

Quando olho p’ro seu rosto

Sempre que olho para si

Alegria nunca vi

Qual razão desse desgosto

 

A tristeza que em mim vês

Foi a vida que a fez

Ao encher-me de horas fracas

Ela não é minha amiga

E a tristeza me obriga

A ficar com suas marcas

 

A vida não me vai bem

E não desejo a ninguém

Os maus tratos que me dá

Anda aí tanta pessoa

Feliz porque a vida é boa

E para mim é tão má

 

Por isso minha menina

Espero que tua sina

Seja melhor que a minha

Eu luto desde criança

Mas já perdi a esperança

Que da tua idade tinha

 

Toda a vida a sofrer

Sem nada poder fazer

Porque a vida desalenta

Ano atrás d’ano á espera

Mas não foi mais que quimera

E já passaram quarenta

 

Depois sem me aperceber

Vi um milagre acontecer

Tudo mudou nessa hora

Já tenho estado a pensar

Se quem me veio falar

Seria nossa senhora

 

Eu a partir desse dia

Voltei a ter alegria

E até amor á vida

Agarrei-me sempre á fé

E hoje segue de pé

A vida que estava perdida

publicado por casimirocosta às 22:50

link do post | comentar | favorito

Gotas de orvalho

Eu gosto de fazer quadras

E meu estilo não mudo

Para quem me ler as palavras

Lhe encontre algum conteúdo

 

 

A vida para ser vivida

Obriga-me ao sofrimento

Mas não tem força que consiga

Calar o meu pensamento

 

 

Eu fui sempre um sonhador

Escrevo versos com amor

Porque um dia descobri

Que ninguém é igual

Mas vive sempre mais mal

O que vive só para si

 

 

Se um dia me veres perdido

Só triste e desiludido

Sem ver luz no horizonte

Quero só tua atenção

Preciso da tua mão

Não do dedo que me aponte

 

 

A minha cultura é pouca

Escasseio em sabedoria

Mas faço muita orelha mouca

Para ensinar filosofia

 

 

Com o devido respeito

Se me assiste este direito

Nunca julgar os demais

Vou aprendendo aos bocados

Que quando estamos calados

Por vezes dizemos mais

 

 

Se eu pode-se descrever

A minha escrita e dizer

O que sente o coração

Era um jardim em retalho

Que vou regando de orvalho

Quando tenho ocasião
publicado por casimirocosta às 22:48

link do post | comentar | favorito

Felizmente

A vinte e cinco anos vai

Que te pedi a teu pai

E a partir de tal momento

Só contigo sou feliz

E agradeço a deus que quis

Unir-nos no casamento

 

 

Eu sem ti não sei viver

E não quero aprender

Es a luz da minha vida

Seria eterna a loucura

E a vida ficava escura

Se te perdesse querida

 

 

Gosto da tua presença

Na saúde e na doença

Teu carinho é meu abrigo

Que Deus não esqueça teu valor

E te encha de amor

Como fazes tu comigo

 

 

Se a vida me deixar

Não deixarei de te amar

Venha ele o que vier

Estes são desejos meus

Que abençoados por Deus

Adoro minha mulher

 

 

Como mãe foste querida

Como esposa minha vida

Bom presente Deus me deu

Quero que sintas no peito

Que te amo e te respeito

Meu coração é só teu

 

 

Estas palavras que escrevo

São porque a ti te devo

Muito amor e gratidão

É a verdade que sinto

Falo verdade não minto

Dona do meu coração

publicado por casimirocosta às 22:47

link do post | comentar | favorito

Bálsamo na dor

Doentinhos  que hoje estais

Nas camas dos hospitais

Ou em vossa casa a sofrer

Não estejais deprimidos

Por deus não sereis esquecidos

Ele sabe o que fazer

 

 

 

Deus não nos quer a sofrer

Apenas quer fazer ver

Chamando nossa atenção

Que só o arrependido

E aquele que tem sofrido

É que tem a salvação

 

 

 

Eu sei bem o que é sofrer

E estar pronto a morrer

Já tudo isso senti

E quanto custa bem sei

Muito sedo comecei

Foi no dia em que nasci

 

 

 

 

Pedei a deus sua ajuda

E vereis que ele muda

A vossa desilusão

Pedei com fé e com crença

E sentireis a diferença

Através da oração

 

 

 

Eu vos queria aliviar

Por isso vou dedicar

Esta carta só a vós

Tenho que vos dizer isto

Sofrer por amor a cristo

Mais sofreu ele por nós

 

publicado por casimirocosta às 22:46

link do post | comentar | favorito

Até sempre

Magoou tua partida

Sofri com a despedida

Foi para mim desalento

Mas com tudo foi melhor

Já acabou tua dor

Não terás mais sofrimento

 

 

 

 

Tanto que nos divertiste

E tão depressa partiste

O país ficou em baixo

Já de ti tenho saudade

Descansa p’ra eternidade

Até sempre Zé Camacho

 

 

 

 

Não te vou dizer adeus

Eu sei que tu estas nos céus

Porque deus é nosso amigo

E no dia que ele quiser

A viagem vou fazer

Para ao céu ir ter contigo

 

 

 

 

Zé Camacho obrigado

Pelo trabalho demonstrado

Bons momentos que passei

Ainda agora nos deixaste

E sei que tu não gostaste

Saber que por ti chorei

 

 

 

 

Foste um actor tão querido

Todo povo está sentido

Te guardam com muito amor

Por tanto teres divertido

Nunca serás esquecido

Dorme na paz do senhor

publicado por casimirocosta às 22:44

link do post | comentar | favorito

Volta paizinho

Agora que te encontrei

Meu pai tanto desejei

Do fundo do coração

Sentir de volta alegria

Ter-te em nossa companhia

Sem teres de pedir perdão

 

Á seis anos que partiste

Da nossa casa saíste

Sem saber porque razão

Volta p´ra casa paizinho

Sinto falta de carinho

Faz feliz meu coração

 

Minha mãe desesperada

Doente e desempregada

Nada temos que comer

Mostra que tu me ensinaste

Valores que também herdaste

E que não os queres perder

 

Ela nunca mais sorriu

Desde que o paizinho partiu

Dor e tristeza a consome

Custa muito vê-la assim

Se não quiseres vir por mim

Por favor mata-lhe a fome

 

A mãezinha está a sofrer

Eu sei que ela te quer

Já te deu o seu perdão

Volta p´ra nossa cazinha

Eu já sou uma mocinha

Preciso de protecção

 

Minha filha meu amor

Peço perdão pela  dor

Que causei por cobardia

Nunca mais estareis sós

Eu levarei até vós

Todo amor que vos devia

 

Pensei já vos ter perdido

Estava tão arrependido

Juro filha o pai mudou

Deus te bendiga criança

Eu agora tenho esperança

Vou ser melhor do que sou
publicado por casimirocosta às 22:39

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Abril de 2006

É tão bom ser teu avô

Foi o destino quem quis

Que tu fosses beatriz

Minha querida nétinha

De todas a mais formosa

Qual cravo ou botão de rosa

Flor que o mundo não tinha

 

 

 

Este direito me assiste

Desde que minha neta existe

A quero como ninguém

É orgulho da minha raça

Ou está coberta de graça

E meus olhos lhe querem bem

 

 

 

Maior amor eu não vi

E hoje escrevo para ti

Com uma enorme ternura

Sabes linda beatriz

Sou contigo tão feliz

És amor de raça pura

 

 

 

Estou seguro meu amor

Pois sinto no teu calor

Quando te estou a abraçar

Terei sempre o teu carinho

Mesmo quando for velhinho

E de ti eu precisar

 

 

 

Se me quiseres ver feliz

Nunca chores beatriz

Ao pé de mim sofrimento

Sinto os anos a passar

E sabes que se calhar

Meu amor não aguento

publicado por casimirocosta às 00:51

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Meu povo irmão

. Momentos

. Um abraço á Madeira

. Dia dos namorados

. 30 anos bodas de pérola

. Pelo Haiti

. Grito

. O mais forte amor do mund...

. A todos bom Natal

. Em jeito de fado

. Prémio para os meus AMIGO...

. Poesia ou melodia?

. Peço perdão

. Sentidos da vida

. Obrigado amiga

. O papel é meu amigo

. MAL AMADO

. Criança é amor

. Obrigado Madeira

. ...

. Férias do 13 ao 30

. Um convite aos meus amigo...

. Minha filha

. Dolorosa lição

. USA O CORAÇÃO

. Sensibilidade após Abril

. Corre sempre atrás dos so...

. Homenagem a meus pais

. Meus amigos

. PORQUE GOSTO DE VÓS

. Criancinha de ninguém

. Queria sorrir

. Medo

. Retalhos da minha vida

. O POETA

. ...

. ...

. Só não vos quero perder

. Hora de nostalgia

. Porque choro?

. Saudade

. Minha netinha

. APRESENTAÇÃO

. Mulher

. O invejoso

. O meu pai foi calceteiro

. A vida e a saudade

. Perdi meu PAI

. Pureza inocente

. Desilusão

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Outubro 2008

. Junho 2007

. Julho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.favorito

. Perdi meu PAI

. A vida e a saudade

. Marcas da vida

. É tão bom ser teu avô

. Adeus campeão

. Se eu pudesse

. Nó na garganta

. Um bom filho

. Mamã coragem

.Amigos online

.Contador Visitas

Moveis
Contador de visitas grátis
DESDE 07-05-2009


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

.subscrever feeds